Arquivo para categoria Telefonia

Forum Nokia promove webinars de Java, Qt e Qt Quick

O Forum Nokia estará promovendo alguns webinars bem interessantes, em Português, nos meses de novembro e dezembro.

São eles (clique no título do webinar para se cadastrar):

  • Desenvolvendo aplicações em Java ME para Série 40: Neste Webinar, será feita uma atualização sobre a oferta Java ME para a plataforma de dispositivos de massa Série 40. Serão cobertos os novos elementos disponíveis para Série 40 sexta edição e também como usar os novos componentes Touch and Type em aparelhos como o Nokia X3-02.
  • Desenvolvimento de aplicações para Symbian^3 com Qt e o Nokia Qt SDK: Neste Webinar, serão discutidos o Qt e o Nokia Qt SDK, que permitem desenvolver aplicações nativas para dispositivos Symbian^3, tais como o novo Nokia N8. Serão cobertos os elementos básicos necessários para se começar o desenvolvimento de aplicações em Qt, assim como as APIs móveis do pacote Qt Mobility. Estas introduzem a possibilidade de utilização de câmera, mapas e navegação em aplicações móveis para smartphones Nokia.
  • Criando incríveis interfaces gráficas com Qt 4.7 e Qt Quick: Neste Webinar, será discutido como utilizar Qt 4.7 e Qt Quick para desenvolver aplicações com ótimas interfaces gráficas para dispositivos Symbian^3, como o novo Nokia N8. Serão cobertas as ferramentas e técnicas necessários para utilizar QML de forma efetiva para criar interfaces gráficas animadas e como criar uma aplicação em Qt Quick começando do zero.

Em todas os webinars também será discutido brevemente a atualização da Ovi Store, enfatizando as boas notícias para desenvolvedores móveis em relação a assinatura e publicação de aplicações.

Todos são interessantes, mesmo os sobre S40 (lembrem-se que a maioria do mercado usa aparelhos como este). Se você gosta da trindade CSS+HTML+Javascript, não perca o QtQuick. Prefere C++ ? Nokia Qt SDK.

(Notícia também veiculada por mim mesmo no ZEletron).

Deixe um comentário

Compilando a QtMobility para Windows

É a segunda vez que preciso relembrar os probleminhas pra compilar a QtMobility para Windows (Win7, no meu caso). Melhor postar logo isso e ter uma referência para todos.

Ingredientes:

Modo de preparar:

  • Extraia os fontes do QtMobility, abra um console e vá para o diretório raiz do código fonte.
  • Configure o PATH adequadamente (mude para refletir o seu sistema), indicando onde está o Qt, o mingw e o Perl:
set PATH=C:\Windows\system32;C:\Windows;C:\Qt\2010.05\mingw\bin;
         C:\Qt\2010.05\qt\bin\;C:\Perl64\bin
  • Configure para release, leve ao forno (compilar) e depois sirva (instalar). Repita o processo para versão de debug:
configure.bat -release
mingw32-make
mingw32-make install
configure.bat -debug
mingw32-make
mingw32-make install

Pronto. Se você não mudou nada, será tudo instalado em C:\QtMobility. Nesta versão tem um problema na hora de linkar o seu programa com as bibliotecas do QtMobility. Falo disso no próximo post.

Deixe um comentário

Fone bluetooth Nokia BH-214

Passando pela Nokia Store da Regent street para ver o N97, acabei me interessando pelo fone bluetooth BH-214. O diferencial dele é que o fone em si é desacoplado do receptor bluetooth, permitindo que você use qualquer fone 3.5mm ou mesmo que utilize a unidade como forma de entrada bluetooth em aparelhos tradicionais.

01082009510.jpg

01082009511.jpg

Tentei ler o manual mas não achei rapidamente informações sobre o PIN number e pareamento. Fui então dar uma de usuário típico e deu tudo certo:

  • Segurar o botão de ligar/desligar até que apareça o led azul piscando rápido ativa o pareamento. Digite 0000 para o PIN.
  • Pressionar rapidamente apenas liga, onde é possível ver um led verde.
  • Uma vez ligado, segurar o botão desliga o aparelho, aparecendo o led vermelho.
  • O led azul piscará com frequência baixa após o pareamento, indicando que se está em operação normal.

Tudo bem óbvio, apesar de eu achar que deveria existir um manual rápido de utilização. O led é um só, com cores múltiplas.

O fone que vem, do tipo plug, não é bom, sendo pobre em médios e agudos. Usei outro fone e o som foi excelente. O pareamento foi rápido no E71 e XM5800.

O tamanho do cabo é pequeno, possivelmente pensado pra quem vai colocar no bolso ou na gola da camiseta.

O caixa fala em sete horas de autonomia e vem também o carregador, além de adaptações para ouvidos de tamanhos diferentes. Custou 44 libras.

01082009512.jpg

Publicado pelo Wordmobi

,

12 Comentários

N97 não parece ser um iPhone Killer, talvez um “XMEN” Killer

Antes do post, uma explicação. XMEN é a junção das séries XM (Xpress Music), E e N da Nokia. Termo que acabei de inventar nesta manhã horrível de segunda.

O N97 foi aprovado pelo FFC (Federal Communications Commission), prática necessária para produtos com este perfil de comunicação. No caso, foi o modelo europeu. Em geral, as pessoas ficam vigiando estas aprovações para ter informações prévias sobre o equipamento. O Engadget fez um post mostrando fotos e até o manual, tudo decorrente do processo de certificação. Obviamente eles não leram o manual, já que não existe nenhum comentário sobre ele. E, obviamente, eu li, um defeito antigo meu de ficar perdendo tempo com estas “coisas inúteis”. Pontos que achei interessante no manual:

  • Sensor de proximidade para desligamento do touch screen quando o aparelho fica perto do ouvido. Parece ótimo para usar pra outros fins, não ?
  • Over the air (OTA) updates. Será que não vou ter que abrir o NSU mesmo (Nokia Software Update) ? OTA é coisa antiga já, por sinal.
  • Transmissor de FM presente. Mas será que deixarão habilitar no Brasil, algo que não aconteceu com o N78 ?
  • Led de carga da bateria. Ok, detalhe, mas legal.
  • GPS com “compasso”. Nome bonito pra dizer que o mapa irá girar à medida que o aparelho gira, sempre mantendo a orientação. Tem um processo de calibração baseado em uns giros com o aparelho no pulso.
  • USB Charging. Demorou …

O manual não é muito revelador, no fundo. As especificações de hardware estão alerdeadas por toda a parte, sendo realmente um XMEN Killer e superando o iPhone em praticamente todos os quesitos. Mas fica a dúvida se a interface vai convencer também e abocanhar os fanboys da Apple. Sinceramente, ainda não concluí isso pelos vídeos que vi e o caminho do iPhone parece aberto e promissor…

2 Comentários

Eu matei o smurf azul !

Ok, Franz , smurf azul pode até ser pleonasmo, mas ele está morto ! E o cadáver do morto (isto sim é pleonasmo dos bons!) jaz em alguma parte do inferno de Dante, provavelmente no limbo das flashs apagadas, dentro do círculo do inferno da rede da Vivo (existe um círculo para cada operadora de celular, nada pessoal, é pouco inferno pra muita operadora).

Tive vários problemas, mas deu tudo certo no final. O Richard Max, que puxou corajosamente a fila, como havia prometido, já resumiu os cuidados necessários, inclusive os que eu enviei pra ele. Veja os posts, aqui e acolá . Vou apenas mostrar algumas imagens do que aconteceu comigo. A recomendação é manter a calma e seguir as instruções.

Bom, inicialmente, com o product code (PC) antigo, nenhum update estava disponível, segundo o Nokia Software Updater (NSU)

e71-antes.jpg

Nada que um novo PC (0558653)  com o Nemesis não resolvesse.

e71-update disp.jpg

Uma vez trocado, o NSU indicou o download de 98,2MB. Baixou e começou a instalar. Até aparecer um erro daqueles graves. Eu acho que pode ter sido uma conseqüência de meu telefone não estar no modo Geral. O NSU reclamou disso e gerou a janela do erro abaixo. Eu troquei o modo e deixei seguir, mesmo com a janela de erro, já que o NSU não tinha fechado. Obviamente não deu certo depois…

e71-ai meu deus.jpg

O NSU pediu um restart do Windows e começou de novo a tentar instalar. O celular perdia a conexão pela USB e a coisa emperrava. Instruções detalhadas do NSU pediam para reiniciar o celular, incluindo remoção da bateria e tudo mais. Note que eu não tinha mais firmware, o NSU só mostrava o número da versão a ser instalada. Em resumo, estava no estado “tijolo”. Deu pra ver algo na tela dele que deve ser o monitor/bootloader, escrevendo “Nokia Local Mode” na tela.

e71-tijolo.jpg

E foi assim, com problemas de conexão o tempo todo, pelo menos umas três vezes, até que no final, o NSU indicou que tinha dado errado mas o celular já estava restartando com o firmware novo. Realmente deve ter alguma coisa com a minha USB. Mesmo ligando direto o celular, com o cabo original, os problemas de conexão foram vários. De novo: muita calma nesta hora, fé no NSU e nos poderes Jedis.

e71-tijolo3.jpg

Final feliz, com a versão mais nova:

e71-tijolo-nao.jpg

Não é preciso dizer que você irá perder a garantia, que eu não me responsabilizo, etc, etc e etc ! ;-)

PS: Primeira vez que vi sobre o smurf azul foi no PlusGSM .

, , ,

15 Comentários

O melhor e o pior do E71

Nokia E71

Nokia E71

Após cerca de 3 meses com o E71, já dá pra ter uma opinião bem mais isenta do aparelho. A avaliação é muito positiva ainda, mas somente para quem precisa de um telefone “business” (email, mensagem instantânea, navegação, ampla colectividade, etc). Se o foco for multimídia, você vai ficar bem desapontado. Considere comprar um N82, por exemplo. O melhor do E71:

  • A bateria mostruosa ! Fico feliz de “usar sem dó” (espero que a VW não me processe) e ainda ter autonomia de pelo menos dois dias. E sem dó significa muito WiFi, streaming de áudio (A2DP) para o som do carro, escutar música e, às vezes, até telefonar.
  • O teclado. Não se engane com o tamanho, o teclado do E71 é muito bom. A sensibilidade é ótima e os “morrinhos” nas teclas permitem uma digitação sem muitos erros mesmo para polegares enormes. Mas não esqueça de cortar as unhas. As teclas de navegação são suaves, adequadas pra quem usa muito.
  • O design. É luxuoso e robusto. Muito fino, não atrapalha na hora de ficar no bolso. Bastante imune a riscos também.
  • O cliente de email. Começando por um wizard de configuração que faz poucas perguntas e chegando a possibilidade de gerenciar várias contas com uma visão que lembra o Blackberrie.
  • A qualidade da chamada também merece destaque. Sempre audível e clara.
  • A segurança. Além dos tradicionais bloqueios de SIM Card e do celular, você pode bloquear remotamente via SMS e também criptografar o conteúdo do cartão de memória.
  • Os programas de agenda/ compromissos. Muito melhores que os da série N e cheio de pequenos detalhes adicionais.

O pior do E71:

  • A câmera. Ou você está num dia de sol em Natal ou suas fotos/filmagens deixarão a desejar. De nada adianta os 3.2MP. Também não existe nem um programinha para edições básicas na imagem. Terrível.
  • O fone de ouvido. Apesar de bem construído, a qualidade do som é péssima. Praticamente um filtro “passa-voz”. Compre um fone decente junto.
  • O conector de 2.5mm da saída para o fone. Sem comentários.
  • O Nokia Maps é buguento demais. E os mapas poderiam ter uma cobertura pelo menos perto do Google Maps.

Os meus programas mais freqüentes, não nativos:

  • Opera Mini
  • JBakTaskMan
  • Y-Browser
  • Nimbuzz
  • Fring
  • Twittai
  • DEd
  • SymTorrent
  • Python, Python shell
  • GMail Mobile
  • mIRGGI
  • Screenshot
  • Nokia Internet Radio (esqueci!)
  • Mobbler (esqueci!)
  • E, claro, Wordmobi !

Discorda ? Concorda ? Comente !

, ,

6 Comentários

Nova versão 1.9.0 do Python para S60

Enquanto minhas costas não param de doer, o pessoal do Python para S60 anunciou uma versão nova (1.9.0) dia 25/12. Esta nova versão passa a acompanhar o Python 2.5.1, algo bastante desejado pela comunidade, e com vários módulos adicionados, com xmlrpclib, urllib2 e cpickle. Esta ação vai aumentar muito a base de aplicativos Python compatíveis com S60, tornando a dupla Python+S60 ainda mais produtiva. Fico aqui imaginando se teremos interpretadores Python similares em outras plataformas, como Blackberry, G1, HTC ou iPhone. Imagino que não seja difícil portar o que já se tem hoje, por exemplo, no do Maemo. Eu mesmo cheguei a fazer uma cross-compilação para o SDK do Android. Resta saber se irão aparecer módulos poderosos para acesso ao hardware do telefone, como temos para S60.

Apesar de ter que concordar que a linguagem mais universal de desenvolvimento entre celulares atualmente continua sendo Java, também continuo achando sempre limitado demais o que cada virtual machine lhe permite fazer, principalmente em relação ao uso do hardware do celular, como câmera, posicionadores, acelerômetros, etc. Isto pode mudar, com a presença do Google/Android/Java, que são grandes o suficiente para reposicionar o mercado e contornar possíveis deficiências. A Motorola, por exemplo, já sinalizou que irá abandonar o Symbian e migrar para o Android. Ok, concordo que não lhe restavam muitas opções depois que a Nokia comprou a Trolltech (entenda, QT) e a Symbian.

Em geral, usar o SDK provido pelo fabricante e encarar um desenvolvimento em C/C++ acaba sendo a saída para alguns aplicativos. Em casos extremos, como o da Apple/iPhone, até mesmo a adoção de tecnologias como Java e Flash são censuradas, deixando clara a intenção da empresa de ter controle sobre tudo que é produzido.

Mesmo perdendo espaço para RIM (leia, Blackberry), Apple e HTC, a Nokia ainda continua líder no mercado de smartphones, com 42,4% no terceiro semestre de 2008, segundo a Garthner. A RIM e Apple possuem, respectivamente, 15,9% e 12,9%, em grande crescimento no último ano.

Some a estes dados o fato de que possivelmente todos estes smartphones da Nokia possuem suporte a Python e de que a expectativa é de um aumento do número de smartphones em relação aos de celulares comuns.

Aprender um pouco de Python S60 e, quem sabe, Python + QT, pode ser interessante…

Posted by Wordmobi

3 Comentários

Primeiras impressões do Nokia E71

Confesso que esperava apenas um N95 com teclado quando comprei o E71. O que já seria suficiente pra mim, que acabo digitando muito. Mas encontrei um aparelho completamente novo, mesmo tendo o mesmo sistema operacional. Pra começar, o E71 é mais rápido do que o N95 em todas as operações. A navegação web ficou mais agradável por causa disso e pelo fato de a tela ter a sua maior dimensão na horizontal.

Outro ponto de conforto é o teclado. Os controles de navegação do N95 eram um pouco duros e faziam meus dedos doerem. O T9, por sua vez, também acabava atrapalhando um pouco. Com o E71 estes problemas são resolvidos, mesmo com o teclado minúsculo dele. Ainda estou me acostumando, mas a sensação do teclado é ótima, agredindo menos meus polegares. Sem falar que possui esquemas de entrada inteligente, como todos os concorrentes, teclado com “ç” e “ctrl+C” e “ctrl+V” !

O aparelho Impressiona por ser muito fino, apesar de nem ser tão leve por causa da bateria imensa  que o acompanha. Nenhum teste científico ainda de duração mas já dá pra notar que passa longe da duração do N95.

No bolso, ele incomoda muito pouco, algo que não acontece com o N95.  O design é primoroso, realmente um aparelho muito bonito (se a minha esposa disse que é bonito é porque é mesmo !). A iluminação do teclado é também no ponto certo e o detalhe das tecladas de navegação que piscam ao receber eventos é muito charmoso. O acabamento metálico da tampa da bateria é outro diferencial, com um sistema de encaixe infinitamente superior ao do N95. Basta dizer que já tinha trocada a tampa da bateria uma vez porque simplesmente ela não aguenta muitas remoções e inserções.
O programa de email do E71 me lembrou muito os blackberries, com uma lista com fontes pequenas mostrados os detalhes de cada email recebido e uma wizard extremamente esperto para configurar novas contas de emails sem nenhum sofrimento. Tudo o que eu queria !

Se perde alguma coisa, claro. A câmera do N95 é realmente muito melhor, assim como senti falta dos controles dedicados ao music player ao mesmo de uma tecla para acionamento da câmera. Também não terei mais a oportunidade de editar um vídeo diretamente do celular, como fazia com o N95. Os ícones e o acabamento gráfico é menos belo, na minha opinião. Até mesmo a fonte usada no N95 é mais agradável.

Até agora vi dois pequenos problemas nele. Um é um chiado no beep das teclas que acontece às vezes. Se segurar continuamente uma tecla pressionada irá perceber isso ou se aumentar o volume delas (espero que não seja um problema na minha unidade). Além disso, o sports track teve vários problemas de atualização da posição mesmo após o GPS ter sincronizado. Pode ser também impressão minha, preciso testar mais.

E, como super suspeito por ser fanboy da Nokia, existe um pacote a mais ao adquirir um telefone desses. Serviços como o ovi.com para sincronismo dos dados e compartilhamento de vídeos e imagens, serviços como o sports tracker e mapas. Outra coisa super útil foi poder transferir todos os meus contatos, calendários e notas de um celular para o outro, diretamente, sem intermediários. Ainda não testei a encriptação do cartão, algo que me parece interessante.

Ah, e minha esposa também ficou feliz por ter herdado o meu ex-N95!

Update: Um review interessante, também focado em diferenças e novidades do E71 (thanks, Franz).

19/10/2008 tela inicial do E71 - Share on Ovi

19/10/2008 programa de email - Share on Ovi

41 Comentários

Python para S60 – I

Semana passada participei da semana de mobilidade da USP/SC, em especial de um curso de programação Python para S60 (Symbian). O treinamento foi dado pelo pessoal da ProFUSION, sendo um de PyS60 e outro relacionado à plataforma Maemo. Pra quem gosta de Nokia, Python e programação, foi diversão certa (ok, jantar todo dia no Habibs não foi tão bom).

O meu “trabalho final” foi construir um cliente de publicação para o WordPress, algo que eu já queria fazer há muito tempo e não tinha visto nenhuma aplicação de código livre. Bom, ainda estou longe de ter isto finalizado, mas já dá para puxar os últimos posts e postar somente texto.

Criei um projeto no Google Code chamado WordMobi, que já tem o que desenvolvi até o momento mas não está adequadamente documentado ainda. Também ainda não existe um .sis funcional do programa, apesar de o script rodar normalmente (sinceramente, não entendi isso ainda). Vou trabalhar mais nos próximos dias e reportar as novidades aqui (notem que o post é numerado).

O que já funciona é o shell remoto via WiFi. Usando uns fragmentos de código visto no treinamento, fiz um aplicativo para usar o WiFi e disponibilizar o shell python do telefone no shell do Linux. É praticamente impossível desenvolver sem usar alguma coisa parecida já que digitar num shell em T9, diretamente no telefone, é como fugir de uma cela com uma colher de sopa. Em geral é feito um shell remoto via bluetooth, principalmente em telefones que não tem WiFi. Como eu não dou muita sorte com a combinação bluetooth+Linux, preferi o caminho WiFi, que é estável e fácil de configurar.

7 Comentários

How twitter make money ?

Enquanto eu sigo gostando bastante do “indefinível” Twitter (IM? Miniblog? Groupchat? SMS free? News feed?), fico pensando em como estes caras pensam em fazer dinheiro. Neste momento, são 963 872 twitterers usando e abusando dos serviços providos pelo Twitter. Faça uma busca no Google por how twitter make money e terá mais perguntas que respostas. O site downloadsquads tenta prover algumas formas, sendo que a proposta de prover algo na linha do Google Apps pareceu interessante. É esperar pra ver.

Deixe um comentário

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 508 outros seguidores